[:koshtech] language = [ :english, :português ]

@navigation.posts

post.title = "Primeiro StartOnRails, uma aula particular"

post.published_at = "12/04, 01:29 h"

post.body = "

Primeiro StartOnRails, uma aula particular

Já imaginávamos que poucas pessoas apareceriam. Mas aconteceu que só uma pessoa apareceu, a Desireé Santos, que seu deu muito bem! Pois teve quatro instrutores à sua disposição em modo exclusivo durante todo o evento.

Começamos por um bate papo descontraído falando sobre o que cada um faz, projetos e outras coisas legais. A Desireé falou de suas experiências com arduino e um pouco de seu trabalho.

Esperamos um tempo para ver se alguém aparecia, mas depois de uns minutos o StartOnRails se auto-iniciou. Quando percebi, a Anna já começava a explicar o RVM.

O 1º #StartOnRails foi uma aula particular para @desisant. Anna explicando o RVM.

Foi previamente combinado que se utilizaria o método apresentado pelo Vagner para explicar o RVM. O método do quadro que contém um circulo que contém triângulos, que consiste em comparar o RVM ao quadro principal, este por sua vez contém o Ruby representado pelo circulo, que contém as gemsets, representadas pelos triângulos.

O método do quadro que contém os círculos que contém triângulo não falha.

Depois fomos instalar o RVM no Mac da Desirré. Aliás, ela foi instalar. Como precaução, a Anna recomendou instalar antes o Homebrew, para o caso de ser necessário instalar alguma dependência. E foi como aconteceu, só que a dependência neste caso foi o Xcode. Sem chances de baixar e instalar o Xcode em tempo de seguir com o treinamento, mudamos a Desireé para o Mac da Anna e prosseguimos com a compilação do Ruby.

Explicamos todo o processo, como funcionam e para que são cada um dos passos. Falamos de conceitos de Linux, gerenciadores de pacotes e guiamos a Desireé na criação de um Blog de 15 minutos.

Tentamos instalar o #rvm no #mac da @desisant mas o #xcode não deixou.

Gostamos bastante de como o StartOnRails se auto conduziu, de forma calma, no passo-a-passo e com bastantes explicações, deixando todos bem à vontade. Tivemos chance de trocar boas experiências do dia-a-dia, de como Rails torna mais fácil, mais rápido e limpo o desenvolvimento.

Falou-se de Git, editores, IDEs e porque não utilizá-las, do Rake e suas tarefas, para que servem as principais e como utilizá-las. Foram usadas mesmo, já que foi preciso configurar o banco de dados e "rodar" as migrações para criar as tabelas e assim poder executar o Blog criado pela Desireé.

Foi particularmente interessante ver a reação dela ao ver o resultado do scaffold e como em minutos de 1 digito ela fez aquilo funcionar. Muito gratificante ver a pessoa realmente compreender que não importa o que eu acho, ou que escrevem por ai, o que realmente é verdade é que Rails te impulsiona em direção à produtividade de forma real.

Pouco mais cedo, um colega na lista RubyOnRio perguntou quando era necessário pagar para ir ao StartOnRails. Lhe respondi que o pagamento era somente comparecer. Agora compreendo qual é o real pagamento: Foi presenciar a reação da Desireé.

@yuzinha, @desisant, @igorlanes e @vagnerzampieri no 1o #StarOnRails

Depois disto fizemos uma desconferência, se assim posso chamar, onde o papo foi mais concentrado em desenvolvimento. Foram feitas algumas comparações (números e produtividade na prática) entre metodologias e ferramentas, de testes e sua importância, mas de forma superficial. Haverá um StartOnRails de testes no tempo certo.

@igorlanes e @yuzinha no 1o #StartOnRails. Dia 25/04 tem mais.

Adoramos o resultado e esperamos que no dia 25/04 apareçam mais pessoas. Ou a Desireé terá outra aula particular. Se for assim, vamos pegar de onde paramos e seguir com o projeto que ela iniciou, que inclusive será o seu Blog. :-D

Esperamos por vocês, corajosos Padawans que não fogem da missão.

Que a força guie todos nós!

"

post.tag_list = [ startonrails encontro devel treinamento ]

puts post.title, post.body, post.tag_list # By Fernando Kosh

post.comments.count = 2

post.comments = [


No luck with this on Lion:I got thisgcc-4.2 -dynamic -arch_only `/usr/bin/arch` -install_name /usr/local/lib/libreadline.6.1.dylib -current_version 6.1 -compatibility_version 6 -v -o lbndearliie.6.1.dylib readline.so vi_mode.so funmap.so keymaps.so parens.so search.so rltty.so complete.so bind.so isearch.so display.so signals.so util.so kill.so undo.so macro.so input.so callback.so terminal.so text.so nls.so misc.so xmalloc.so history.so histexpand.so histfile.so histsearch.so shell.so mbutil.so tilde.so compat.so -lncursesUsing built-in specs.Target: i686-apple-darwin11Configured with: /private/var/tmp/gcc/gcc-5666.3~278/src/configure disable-checking enable-werror prefix=/usr mandir=/share/man enable-languages=c,objc,c++,obj-c++ program-transform-name=/^[cg][^.-]*$/s/$/-4.2/ with-slibdir=/usr/lib build=i686-apple-darwin11 program-prefix=i686-apple-darwin11- host=x86_64-apple-darwin11 target=i686-apple-darwin11 with-gxx-include-dir=/include/c++/4.2.1Thread model: posixgcc version 4.2.1 (Apple Inc. build 5666) (dot 3)i686-apple-darwin11-gcc-4.2.1: -compatibility_version only allowed with -dynamiclibmake[1]: *** [libreadline.6.1.dylib] Error 1make: [shared] Error 2 (ignored)

Por: Bruna

quase 2 anos atrás



I fought with this for nelray a day before I found this. Worked like a champ for reinstalling 1.9.1p-0 and 1.9.1-p378 after I upgrading to Snow Leopard. Boy has _that_ been a fun cycle of recompiling lots of stuff!

Por: Kornel

quase 2 anos atrás


]

Nome:

E-mail: